quinta-feira, 20 de abril de 2017

Portuguesa Londrinense vai a julgamento no TJD-PR e pode ser rebaixada

                                                     Foto: Adolfo Pegoraro
A Portuguesa Londrinense vai a julgamento na próxima segunda-feira (24), por ter relacionado o jogador Lucas Luiz Marato na estréia da Divisão de Acesso, no empate em 1 a 1 com o Iraty.
A denúncia aponta que o jogador não estava inscrito, já que retornou de um empréstimo antes da data prevista, sendo assim, não estava regularizado pela Federação Paranaense de Futebol.
Lucas, que atua como zagueiro, não chegou a entrar em capo, ficou somente no banco de reserva, mas como foi relacionado fica passível de punição.
Em caso de problemas como esse, os clubes são denunciados no Art. 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, podendo levar multo e perca de pontos na partida, se for o caso, a Lusinha perde quatro pontos e sai do G8, caindo pra terceira divisão no lugar do Grêmio Maringá.

Art. 214. Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente.
PENA: perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).
§ 1º Para os fins deste artigo, não serão computados os pontos eventualmente obtidos pelo infrator.

§ 2º O resultado da partida, prova ou equivalente será mantido, mas à entidade infratora não serão computados eventuais critérios de desempate que lhe beneficiem, constantes do regulamento da competição, como, entre outros, o registro da vitória ou de pontos marcados.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

J. Malucelli em Maringá?

A noticia está nas redes sociais, principalmente entre os torcedores do Grêmio. Segundo informações Aurélio Almeida estaria negociando o time com a família Malucelli, que contaria com o apoio de um político forte de Maringá. O Zebrão ficaria de fora. Comenta-se também que o Grêmio tenta impugnar a classificação do Cascavel que supostamente usou jogador irregular.

MARINGÁ FC. INICIA SEGUNDA FASE DO PARANAENSE EM CASA

A Federação parananense já definiu os confrontos :
Maringá X Andraus.
Cascavel X Maringá.
Maringá X Paranavai.
Maringá X Cascavel.
Paranavaí X Maringá
Andraus X Maringá.
O primeiro jogo será domingo(23) no WD às 18:30.

Por ter ficado em segundo lugar e ser o melhor ranqueado no grupo, a tabela é prejudicial ao Maringá, pois joga as duas últimas fora de casa.
Geralmente quem tem a melhor campanha joga as últimas em casa.
 Será que faltou representatividade?

domingo, 16 de abril de 2017

Grêmio Maringá cai pra terceira divisão

No Domingo de Páscoa 16/04,  o Grêmio Maringá enfrentou no WD o time do Andraus Brasil  e perdeu por 3 a 1, sendo rebaixado para a terceira divisão. O time vem enfrentando dificuldades por conta da diretoria e presidência. Os jogadores chegaram a ficar sem almoço horas antes das partidas, não tinham locais apropriados para treinos e tão pouco preparo físico adequado, como no  caso dos goleiros, que tinham por conta própria a responsabilidade de treinarem  sozinhos  já que não havia preparador  específico.  Infelizmente para os torcedores, o Grêmio é largado na terceira divisão.
O fato que chama atenção, é que, há vários dias existem acertos  entre o atual presidente Aurélio Almeida e o ex-presidente do Maringá Futebol Clube, Aparecido Regine, o Zebrão. As conversas dão conta que Almeida negociou o time com Zebrão, tendo inclusive já passado a responsabilidade do sub-19 para pessoas indicadas pelo ex-vereador.

sábado, 15 de abril de 2017

Idosa é atropelada em Sarandi


No fim da tarde da última sexta-feira (14) uma senhora de idade veio a óbito na cidade de Sarandi. Foi no cruzamento das ruas Barão do Rio Branco com Blumenau, no Jardim Cometa. A dona Ezenir Kubinski Moreira, de 71 anos, morreu após ser atingida por um automóvel VW Santana com placas de Sarandi.
O motorista Paulo Cézar de Souza, de 31 anos, estava com seu carro estacionado na contramão quando foi sair com o veículo acabou dando ré e atropelando a pedestre que estava atrás do carro. O veículo Santana passou sobre o corpo da idosa.
Moradores ergueram o veículo para retirar o corpo da vítima que ficou debaixo das rodas. Uma ambulância do Siate de Sarandi chegou no endereço e encontrou a idosa sem vida. Equipes da Polícia Militar foram chamadas no local do acidente pois havia a suspeita do condutor do carro estar embriagado.
Com a chegada de uma viatura do trânsito de Maringá, o motorista Paulo Cézar se submeteu ao teste do etilômetro que acusou 0,43 mg/l de álcool no sangue.

O condutor do carro foi detido e encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Sarandi onde permaneceu preso por estar dirigindo embriagado. O corpo da idosa Ezenir Moreira foi encaminhado para o IML de Maringá. A vítima morava no Jardim Esperança em Sarandi.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Cidade desaparece na região de Umuarama

Nova Jerusalém, a 80 quilômetros de Umuarama, um dia já foi o que pode se chamar de grande. Chegou a ter 3 mil moradores, cinema, posto de combustível, restaurantes e pelo menos sete serrarias, que juntas geravam empregos para centenas de pessoas.
O que era para ser uma cidade promissora acabou vivendo o ocaso. Hoje restam apenas ruínas de um tempo promissor, em que começaram a ser escritas histórias como a do empresário Sidney Oliveira, dono da bem-sucedida Ultrafarma, na capital paulista.
Era década de 70. Pessoas andavam apressadas. Caminhões faziam fila para abastecer e chegava a faltar combustível. A noite era intensa. As ‘mulheres de vida fácil’ que atendiam na boate não davam conta de tantos clientes. As notas de cruzeiros saíam pelas janelas.
A madeira vai ficando escassa e a cultura predominante na região, o café, sofre a derrocada de 1975, com a maior geada da história no Paraná. O tiro de misericórdia veio quando Nova Jerusalém foi excluída do mapa do asfalto.
Da população fervilhante restam somente 8 famílias, no máximo 30 pessoas. Gente como o funcionário público Delfreu Manoel dos Santos, o Freu, morador do lugarejo há 47 anos. Ele lembra com saudade dos tempos de ouro. “Vi a cidade crescer e acabar. A gente fica chateado mas acaba se acostumando”, diz.
Freu faz uma pausa e volta no tempo: “Isso aqui era um agito. O cinema chegava a ter quatro sessões num único domingo. Muita gente querendo ver os filmes”.
O traçado de cidade ainda resiste à ação do tempo. Há postes por toda parte. Ruas e esquinas ainda são visíveis, porém intransitáveis. E não levam a lugar algum.
A igreja desabou e foi construída uma outra, menor. Mesmo assim, só há missas uma vez por mês. O padre vem de Alto Paraíso (antiga Vila Alta), a 12 quilômetros.
Freu é dono do único comércio. O estabelecimento fica mais fechado que aberto. Quando os clientes precisam de alguma coisa batem palma na casa do proprietário.
Uma das memórias de Freu é a do antigo vizinho, o morador mais ilustre do lugar, o empresário Sidney Oliveira, que se transformou no principal garoto propaganda da própria marca. A primeira farmácia de Oliveira foi em Nova Jerusalém. No local onde vendia remédios só resta a tampa de uma fossa.
“O Sidney chegou aqui com muita dificuldade. Pegava dinheiro emprestado. Mas sempre pagava certinho. Era uma boa pessoa. Na época também fazia muito favor pro pessoal”.

Darly Alves

Outro personagem famoso do lugar é o fazendeiro Darly Alves, condenado em 1988 pela morte do líder seringueiro Chico Mendes, em Xapuri, no Acre. O crime ganhou manchetes no mundo inteiro por causa da luta pela preservação da floresta amazônica.
Darly também foi condenado em 1996, em Umuarama, pela morte do corretor Acir Urizzi, que seria um de seus maiores desafetos, entre os muitos que tinha. Passou anos cumprindo a pena acumulada no presídio da Papuda, em Brasília. Sempre se disse vítima de uma grande injustiça.
Voltando aos dias atuais, Freu se diz contente com a vida que leva no seu "pedaço de paraíso". “Pra mim esse lugar ainda é muito bom. Aqui é seguro e dá pra dormir de janela aberta nas noites mais quentes. A assistência na saúde também é boa. O médico vem direto”.
A pracinha não tem gente. Além das plantas, a única vida que frequenta o logradouro, tão bem cuidado por Freu, é um cavalo branco que aproveita a grama.

O sol vai embora. Os pássaros celebram a noite que chega. De repente, um silêncio absurdo. Três lâmpadas se acedem. É a vida que segue em Nova Jerusalém.



Todos os créditos ao site O Bem Dito/Leonardo Revesso
(http://www.obemdito.com.br/noticias-umuarama/a-cidade-na-regiao-de-umuarama-que-desapareceu-engolida-pelo/9953/)  

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Allan Aal, ex técnico do Foz do Iguaçu, assume lugar de Tupãzinho no Grêmio Maringá


Novo técnico do Grêmio: Allan Aal! Ex técnico do Foz do Iguaçu assume o lugar de Tupãzinho.
Os 11 jogadores que vieram do Foz ainda não tiveram inscrição confirmada no BID e esperam que isso se resolva até hoje a noite, caso ao contrário não vão estrear no jogo de sábado contra o Paranavaí.
Allan Aaal já atuou em times como Coritiba e Rio Branco.